Bienales 9.jpg

Bienal

América Latina

POR JOYEROS ARGENTINOS

Há muitos anos começamos a sonhar em mostrar o que fazíamos em nosso território. Para construir um lugar para nós mesmos na mídia onde não éramos conhecidos ou compreendidos (público, museus, arte, jornalismo, nossas próprias famílias), tivemos que começar a trabalhar para nos conhecer e nos compreender. Pequenos riachos começaram a abrir caminho, a convergir, a modificar aos poucos o clima da arte e da joalheria latino-americana. Hoje, mais de dez anos depois, estamos felizes e orgulhosos de ver como esses riachos receberam afluentes e chuvas que os tornaram cada vez mais abundantes, canais foram abertos e uma bacia viva e luxuriante da América Latina está se formando, como a do Amazonas.

 

A Brazil Jewellery Week é uma bela expressão desse crescimento. O espírito entusiasta e caloroso de seus organizadores foi derramado durante todo o evento e contagiou os participantes e participantes. Em um ano de pandemia e reclusão, a BJW significou um ressurgimento da inspiração e intensidade da qual éramos parte entusiasta. Acreditamos, acima de tudo, no encontro e na construção coletiva. Acreditamos que as relações se fortalecem na troca e que o que se gera é alimento não só para a arte e a identidade, mas para todo o amplo espectro de aspectos da própria vida. Nós nos nutrimos dessas trocas, assim como o solo é nutrido pela água do riacho e o solo pela própria chuva que se torna um riacho.

Muitas vezes houve trabalho para ver e conversas imperdíveis às quais queremos voltar continuamente. Nós, em particular, nos sentimos muito bem recebidos e pudemos compartilhar a experiência de administrar bienais de uma forma que nos é inusitada: estamos acostumados a nos convidar, a preencher espaços de diálogo e troca. Desta vez foi o contrário, um desafio feliz. O convite para fazer uma palestra sobre a Joalheria Argentina e as Bienais nos obrigou a voltar no tempo para voltar a viajar com a memória a jornada iniciada há mais de doze anos. Ver os passos dados em todo este tempo deu-nos prazer, e poder transmiti-lo no quadro de um evento relacionado com o nosso projecto sempre foi muito satisfatório.

Como diz nosso pompadour:

"Abra o campo, a bienal está chegando mais latino-americana do que nunca"

Link para a chamada:

https://www.joyeros-argentinos.com.ar/iii-bienal-convocatoria/

Bienal participou da Brazil Jewelry Week, porque não poderia ser de outra forma, e agradecemos o espaço que nos foi oferecido e que nos é oferecido novamente hoje, nesta revista, porque todos fazemos parte do mesmo: o grande bacia de joalheria latino-americana. Este ano, a bacia é mais uma vez farta e exuberante: acontecerá a terceira edição da Bienal Latino-americana de Joalheria Contemporânea. Estamos trabalhando muito para que seja uma experiência da qual todos os artistas latino-americanos de joalheria contemporânea possam participar, de onde estiverem, com trabalho, com pensamento, com ação, com o que têm a oferecer e contribuam para o intercâmbio que é uma festa , que é comida. A incerteza, desta vez, não nos pega de surpresa. Espero que Agosto nos permita abraçar, mas mesmo que tenhamos que esperar um pouco mais, a Bienal caminha com firmeza. Teremos, se possível, uma bienal presencial, porém teremos uma bienal virtual de qualquer maneira.

Cronograma Bienal:

Inscrições: até sexta-feira, 7 de maio

• Envio das fotos: até sexta-feira, 7 de maio

• Reunião do júri de seleção: segunda, 7 e terça, 8 de junho

• Comunicação dos candidatos selecionados: sexta-feira, 11 de junho • Pagamento de participação: até 16 de julho

• Recepção das obras no Museu: Segunda-feira, 14 de junho, a sexta-feira, 16 de julho (em dias e horários do Museu).

• Reunião do júri para a premiação: segunda-feira, 19 e terça-feira, 20 de julho

• Comunicação dos resultados do concurso: sexta-feira, 23 de julho

• Abertura da exposição e premiação dos artistas: terça-feira, 17 de agosto, às 18h00

• Exposição aberta ao público: terça-feira, 17 de agosto a domingo, 17 de outubro de 2021